Tratamento com HIDROXICLOROQUINA está associado ao AUMENTO DE MORTES por COVID-19, diz artigo da Nature Communications [Portal VozdoCLIENTE]

Tratamento com HIDROXICLOROQUINA está associado ao AUMENTO DE MORTES por COVID-19, diz artigo da Nature Communications Geral (Fonte indicada)





Um estudo apontando que acompanhamento de mais de 6.000 pacientes tratados com Cloroquina e hidroxicloroquina apontam que não só é ineficiente como pode ser altamente prejudicial.

É que os resultados são catastróficos:

Descobrimos que o tratamento com hidroxicloroquina está associado ao aumento da mortalidade em pacientes com COVID-19, e não há benefício da cloroquina

A publicação pode ser lida na íntegra em: Mortality outcomes with hydroxychloroquine and chloroquine in COVID-19 from an international collaborative meta-analysis of randomized trials

Traduzimos o Substract da Publicação:

Investimentos substanciais em pesquisa do COVID-19 foram alocados para ensaios clínicos randomizados (RCTs) sobre hidroxicloroquina / cloroquina, que atualmente enfrentam desafios de recrutamento ou descontinuação precoce. Nosso objetivo é estimar os efeitos da hidroxicloroquina e cloroquina na sobrevivência em COVID-19 a partir de todas as evidências de RCT disponíveis atualmente, publicadas e não publicadas.

Apresentamos uma meta-análise rápida de RCTs em andamento, concluídos ou descontinuados no tratamento com hidroxicloroquina ou cloroquina para qualquer paciente COVID-19 (protocolo: https://osf.io/QESV4/). Nós identificamos sistematicamente RCTs não publicados (ClinicalTrials.gov, WHO International Clinical Trials Registry Platform, Cochrane COVID-registro até 11 de junho de 2020) e RCTs publicados (PubMed, medRxiv e bioRxiv até 16 de outubro de 2020). A mortalidade por todas as causas foi extraída (publicações / pré-impressões) ou solicitada aos investigadores e combinada em meta-análises de efeitos aleatórios, calculando odds ratios (OR) com intervalos de confiança de 95% (IC), separadamente para hidroxicloroquina e cloroquina.

As análises de subgrupos pré-especificadas incluem configuração do paciente, confirmação diagnóstica, tipo de controle e status da publicação. Sessenta e três ensaios eram potencialmente elegíveis. Incluímos 14 estudos não publicados (1.308 pacientes) e 14 publicações / pré-impressões (9011 pacientes). Os resultados para a hidroxicloroquina são dominados por RECOVERY e WHO SOLIDARITY, dois estudos altamente pragmáticos, que empregaram doses relativamente altas e incluíram 4.716 e 1.853 pacientes, respectivamente (67% do tamanho total da amostra).

O OR combinado na mortalidade por todas as causas para hidroxicloroquina é 1,11 (IC 95%: 1,02, 1,20; I² = 0%; 26 ensaios; 10.012 pacientes) e para cloroquina 1,77 (IC 95%: 0,15, 21,13, I² = 0%; 4 ensaios; 307 pacientes). Não identificamos efeitos de subgrupo. Descobrimos que o tratamento com hidroxicloroquina está associado ao aumento da mortalidade em pacientes com COVID-19, e não há benefício da cloroquina.

Os resultados têm generalização pouco clara para pacientes ambulatoriais, crianças, mulheres grávidas e pessoas com comorbidades.


Vídeos recomendados:

Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias