Justiça garante vaga de policial a deficiente que passou em concurso, mas reprovou no exame médico Link Externo




Do site/canal : programaViaLegal

A legislação é clara, pessoas com deficiência têm igualdade de condições com os demais candidatos de concursos públicos.

E as tarefas que vão desempenhar têm que ser compatíveis com as necessidades físicas delas.

No sul do país, um policial rodoviário passou em um processo seletivo, mas na hora do exame médico foi reprovado.

A alegação? A deficiência dele estaria acima do previsto pelo edital.

No Tribunal Regional Federal da 4ª Região, uma perícia foi feita e comprovou que ele tem condições de assumir o cargo.






Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Anúncios [737 - desktop]



Vídeos do Portal

Promoções







Mais ofertas!