Quem não tomou vacina contra febre amarela deve procurar uma UBS. Saiba quem pode e quem não pode tomar a vacina. Prefeitura de Contagem/MG faz chamada Prefeitura de Contagem


Febre amarela mata. Vacinação e combate ao mosquito são fundamentais. Foto: Prefeitura de Contagem/MG



O alvo principal da imunização contra febre amarela são pessoas de 9 meses a 59 anos

Quem ainda não tomou a vacina contra a febre amarela em Contagem pode procurar qualquer Unidade Básicas de Saúde (UBS), bem como as clínicas conveniadas, para ser imunizado. A vacina é aplicada em dose única, conforme orientações do Ministério da Saúde.

Meta é chegar a 95% de cobertura vacinal, que fechou 2017 em 77,6%

Em 2017, cerca de 152 mil pessoas foram vacinadas no município, alcançado 77,6% de cobertura da população. Porém, a meta de imunização estipulada pelo Ministério da Saúde é de 95%.

A febre amarela é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, assim como a dengue, zika e febre chikungunya. Para combater esse mal, as UBSs foram abastecidas com a vacina e novos lotes solicitados junto à Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Contagem, ainda há um número considerável de pessoas que precisam tomar a vacina. Ela é recomendada para quem tem de 9 meses a 59 anos e é a medida mais eficaz para prevenção e controle da febre amarela.

A diretora de Imunização da SMS, Fernanda Eliza, ressalta que a falta de conhecimento sobre a gravidade da doença é o grande vilão. “Há quem diga que vacina é coisa de criança, porém ela protege quem tomá-la, independentemente da idade. Infelizmente há grandes dificuldades de atingir a população adulta, seja por falta de compreensão de que a doença pode matar, falta de tempo ou até mesmo medo”, aponta.

Quem pode tomar a vacina (com restrições)

- Pessoas com mais de 60 anos deverão ser vacinadas somente se residirem ou se deslocarem para áreas com transmissão ativa da febre amarela, e que não tiverem alguma contraindicação
- Gestantes (em qualquer período gestacional) e lactantes (com filhos amamentando) só deverão ser vacinadas se residirem em local próximo onde ocorreu a confirmação de circulação do vírus e que não tiverem alguma contraindicação
- Lactantes devem suspender o aleitamento materno por 10 dias após a vacinação e procurar um serviço de saúde para orientação e acompanhamento
- Portadores de HIV, desde que não apresentem imunodeficiência

Quem não pode tomar a vacina

- Pessoas com imunossupressão secundária à doença ou terapias imunossupressoras (que fazem quimioterapia, radioterapia e usam corticoides em doses elevadas)
- Pacientes em uso de medicações anti-metabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe)
- Transplantados e pacientes com doença oncológica em quimioterapia
- Pessoas que apresentaram reação de hipersensibilidade grave ou doença neurológica após dose prévia da vacina
- Pessoas com reação alérgica grave a ovo
-Pacientes com história pregressa de doença do timo (glândula do sistema imunológico)



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Anúncios [3195 - desktop]



Vídeos do Portal

Promoções







Mais ofertas!