Egito reabre Biblioteca do século 6. O manuscrito mais valioso do mundo está aqui! Portal VozdoCLIENTE


Vídeo mostra o mosteiro de Santa Catarina, onde está localizada a Biblioteca. Áudio em Inglês


Com informações de Fox News e Alarabiya:

O Egito reinaugurou uma antiga biblioteca no famoso Mosteiro de Santa Catarina no sul, na região do Sinai.

A cerimônia ocorreu após três anos de trabalho de renovação e contou com a presença de vários embaixadores ocidentais e funcionários egípcios.

Monk Damyanos, o arcebispo do mosteiro, disse que a biblioteca mantém a segunda maior coleção mundial de primeiros códices e manuscritos, superados em número apenas pela Biblioteca do Vaticano.

St. Catherine's, fundada no século 6, é um dos mais antigos mosteiros cristãos ortodoxos, um patrimônio mundial da UNESCO e uma das principais atrações turísticas do sul do Sinai.

"A biblioteca agora está aberta ao público e aos estudiosos", disse Tony Kazamias, um conselheiro do arcebispo, acrescentando que o trabalho de restauração ainda está em andamento.

Acervo raríssimo

Segundo divulgado pela Fox News, a Associated Press informou que a biblioteca antiga possui cerca de 3.300 manuscritos de textos principalmente cristãos em grego, árabe, siríaco, georgiano e eslavo entre outras línguas.

Também contém milhares de livros e pergaminhos que datam do século IV.

Durante a restauração da biblioteca, os arqueólogos aparentemente encontraram algumas das receitas médicas seculares de Hipócrates.

O médico grego antigo é amplamente considerado como o "pai da medicina ocidental".

"O manuscrito mais valioso na biblioteca é o Codex Sinaiticus, (que) remonta ao século IV", disse o Rev. Justin, um monge americano que trabalha como bibliotecário do mosteiro. "Este é o manuscrito mais precioso do mundo", referindo-se à antiga cópia manuscrita do Novo Testamento.

A biblioteca também realizou algumas pinturas antigas que estão atualmente expostas no museu do mosteiro.

"Há belas pinturas nos manuscritos. Quando você gira as (páginas) há um flash de ouro e cores. É uma obra de arte viva", disse um funcionário.

Os oficiais também inauguraram o Mosaico da Transfiguração situado na abside oriental da grande basílica do mosteiro.

O seu mosaico cobre 46 metros quadrados e apresenta uma rica variedade cromática de bolas de vidro, vidro, pedra, ouro e tesserae de prata. Jesus Cristo é retratado em seu centro entre os profetas Elias e Moisés.

O mosaico do século 6 foi criado a pedido do imperador bizantino Justiniano, que também pediu a construção do mosteiro.



Mosaico na Biblioteca tem 46 m2 e retrata a Transfiguração de Cristo. Foto: Web/AP



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Anúncios [20525 - desktop]



Vídeos do Portal

Promoções







Mais ofertas!