Candidatos pagavam R$3mil e usavam câmera em relógio de pulso para fraudar PROVA DE LEGISLAÇÃO no DETRAN [Portal VozdoCLIENTE]

Candidatos pagavam R$3mil e usavam câmera em relógio de pulso para fraudar PROVA DE LEGISLAÇÃO no DETRAN Polícia Civil/MG


Foto divulgação da PCMG



Da Polícia Civil/MG:

De acordo com o delegado Cláudio Utsch, Coordenador de Operações Policiais do Detran, desde abril a PC investiga um esquema de fraudes na prova de legislação, envolvendo candidatos e um Centro de Formação de Condutores(CFC).

“Os candidatos utilizavam microcâmeras acopladas em relógios de pulso que transmitiam as imagens das provas na tela do computador para um envolvido que ficava em um carro estacionado próximo ao local da prova, passando as respostas por meio de um ponto eletrônico”, explicou o delegado.

De acordo com a apuração policial, os homens pagaram R$3 mil para receber as respostas.

O vacilo: candidatos semi-analfabetos

Os envolvidos M.P.S., de 23 anos, e J.L.D., de 58 anos, que são semianalfabetos, foram presos em flagrante por fraude em concurso público e ainda podem responder por estelionato.

Um terceiro envolvido, que recebeu R$ 3 mil de cada candidato para passar as respostas do teste, percebeu a abordagem policial por meio dos equipamentos utilizados na fraude e fugiu, abandonando seu carro no estacionamento. O veículo foi apreendido.

A investigação continua e até a conclusão do inquérito.

A Polícia Civil não divulgará o nome do CFC envolvido para não atrapalhar as investigações.


Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Anúncios [2948 - desktop]