Você sabe cantar o Hino da INDEPENDÊNCIA? Assista e ouça! Imagens, desfile e canto com o EXÉRCITO BRASILEIRO. Portal VozdoCLIENTE




Ouça e veja lindas imagens da Força do Exército Brasileiro. Você sabe cantar o Hino da Independência? .

O Hino da Independência é uma canção patriótica oficial comemorando a declaração da independência do Brasil, composta em 1822 por Dom Pedro I. A letra foi escrita pelo poeta Evaristo da Veiga.

História do Hino (fonte: todamateria.com.br)

O Imperador D. Pedro I (1798-1834) teve formação musical e foi aluno dos mestres Padre José Maurício Nunes Garcia (1767-1830), de Marcos Portugal e de Sigismund Neukomm (1778-1858).

Ele tocava clarineta, fagote e violoncelo. Realizou uma abertura, executada no Teatro Italiano de Paris, em 1832, bem como obras religiosas como um Credo e um Te Deum.

Compôs o Hino da Carta, adotado posteriormente como o Hino Nacional Português até 1910, quando houve um golpe que depôs a monarquia em Portugal.

Em 1824, musicou o poema de Evaristo da Veiga, substituindo a antiga melodia de Marcos Portugal e criando oficialmente o Hino da Independência do Brasil.

Com a Proclamação da República (1889) o hino deixou de ser executado no país. Em 1922, com o centenário da Independência voltou a ser tocado, mas com a música original do maestro Marcos Portugal.

Somente durante a presidência de Getúlio Vargas (1930-1945) o ministro da educação Gustavo Capanema nomeou uma comissão, da qual fazia parte o maestro Heitor Villa-Lobos, para definitivamente restabelecer a melodia composta por D. Pedro I.

Letra

Hino da Independência

1

Já podeis da Pátria filhos,

Ver contente a Mãe gentil!

Já raiou a Liberdade

No Horizonte do Brasil,

Já raiou a Liberdade

Já raiou a Liberdade

No Horizonte do Brasil!

Refrão

Brava Gente Brasileira

Longe vá, temor servil;

Ou ficar a Pátria livre,

Ou morrer pelo Brasil.

Ou ficar a Pátria livre,

Ou morrer pelo Brasil.

2

Os grilhões que nos forjava

Da perfídia astuto ardil,

Houve Mão mais poderosa,

Zombou deles o Brasil.

Houve Mão mais poderosa

Houve Mão mais poderosa

Zombou deles o Brasil.

(Refrão)

3

O Real Herdeiro Augusto

Conhecendo o engano vil,

Em despeito dos Tiranos

Quis ficar no seu Brasil.

Em despeito dos Tiranos

Em despeito dos Tiranos

Quis ficar no seu Brasil.

(Refrão)

4

Ressoavam sombras tristes

Da cruel Guerra Civil,

Mas fugiram apressadas

Vendo o Anjo do Brasil.

Mas fugiram apressadas

Mas fugiram apressadas

Vendo o Anjo do Brasil.

(Refrão)

5

Mal soou na serra ao longe

Nosso grito varonil;

Nos imensos ombros logo

A cabeça ergue o Brasil.

Nos imensos ombros logo

Nos imensos ombros logo

A cabeça ergue o Brasil.

(Refrão)

6

Filhos clama, caros filhos,

E depois de afrontas mil,

Que a vingar a negra injúria

Vem chamar-vos o Brasil.

Que a vingar a negra injúria

Que a vingar a negra injúria

Vem chamar-vos o Brasil.

(Refrão)

7

Não temais ímpias falanges,

Que apresentam face hostil:

Vossos peitos, vossos braços

São muralhas do Brasil.

Vossos peitos, vossos braços

Vossos peitos, vossos braços

São muralhas do Brasil.

(Refrão)

8

Mostra Pedro a vossa fronte

Alma intrépida e viril:

Tende nele o Digno Chefe

Deste Império do Brasil.

Tende nele o Digno Chefe

Tende nele o Digno Chefe

Deste Império do Brasil.

(Refrão)

9

Parabéns, oh Brasileiros,

Já com garbo varonil

Do Universo entre as Nações

Resplandece a do Brasil.

Do Universo entre as Nações

Do Universo entre as Nações

Resplandece a do Brasil.

(Refrão)

10

Parabéns; já somos livres;

Já brilhante, e senhoril

Vai juntar-se em nossos lares

A Assembleia do Brasil.

Vai juntar-se em nossos lares

Vai juntar-se em nossos lares

A Assembleia do Brasil.

(Refrão)

(FONTE: EXÉRCITO BRASILEIRO)

Assine o canal e acesse: www.vozdocliente.com.br. Faça parte dessa idéia! - Voz do Cliente, voz do consumidor


Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Vídeos do Portal

Promoções







Mais ofertas!