Realização de Enem 2016 foi um ´sucesso absoluto´, afirma ministro da Educação [Portal VozdoCLIENTE]

Realização de Enem 2016 foi um ´sucesso absoluto´, afirma ministro da Educação Portal Brasil


Ministro da Educação, Mendonça Filho, apresentou o balanço dos dois dias de provas em coletiva neste domingo



Depois de dois dias de provas, o ministro da Educação, Mendonça Filho, avaliou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como um “sucesso absoluto”, em declaração dada em coletiva na noite deste domingo (6).

De acordo com o Inep, 8.356.215 candidatos estavam aptos a realizar as provas neste fim de semana. Desse total, 5.848.619 compareceram para o exame. Com isso, o índice de abstenção foi de 30%, um aumento de 2,4% em relação ao ano passado (que foi de 27,6%).

Nos dois dias, 768 estudantes foram eliminados por descumprimentos de regras gerais, como chegar atrasados e não ter caneta preta para marcar as opções no gabarito.

“Diante do quadro que nós acompanhamos nos últimos dias, nas últimas semanas, eu diria que foi um sucesso absoluto o Enem 2016. A gente tinha um ambiente de estudantes [ocupando], em escolas estaduais, diversos fatores, alguns casos envolvendo até a mobilização local tendo em vista disputas históricas, sindicais, relativas a professores, como em alguns estados do sul do País. Um ambiente que não deixa de ter um componente do momento político recente da vida política nacional. A gente conseguiu fazer com que 97% dos inscritos tivessem condições de participar do Enem 2016. Isso para mim é um resultado que por si só mostra o sucesso”, afirmou Mendonça Filho.

Com as ocupações, 271.033 pessoas farão as provas em 3 e 4 de dezembro. Essa aplicação terá um custo extra entre R$ 12 milhões e R$ 15 milhões, na estimativa do Ministério da Educação. Os cadernos de questões não utilizados neste fim de semana, cerca de 78 toneladas de papel, serão reciclados e utilizados nas próximas provas de dezembro.

Os gabaritos das provas deste fim de semana serão divulgados na próxima quarta-feira (9) pela manhã. Já o resultado final será disponibilizado em 19 de janeiro.

O inscritos privados de liberdade realizarão o exame em 13 e 14 do mês que vem.

Combate de fraudes

A Polícia Federal deflagrou neste domingo duas operações para reprimir fraudes no Enem: a Operação Jogo Limpo, nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Tocantins, Amapá e Pará e a Operação Embuste, em Minas Gerais. Até o momento, 11 pessoas foram presas.

Em Minas, a operação cumpriu 28 mandados judiciais, sendo 4 de prisão temporária, 4 de condução coercitiva (quando alguém é levado para depor), 15 de busca e apreensão e outros 5 de sequestro de bens.

De acordo com a PF, a organização criminosa utilizava uma central de telefonia celular para repassar gabaritos de provas para candidatos. O principal alvo eram cursos de medicina.

Já a Operação Jogo Limpo cumpriu 22 mandados de busca e apreensão de pessoas suspeitas de terem cometido fraudes em edições passadas do Enem e que fariam a prova novamente este ano. Segundo a PF, foram identificadas 22 pessoas que teriam apresentado respostas suspeitas de fraude, a partir da análise de gabaritos apresentados em anos anteriores. A identificação foi feita em conjunto com o Inep.



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias