Tite será julgado por entrevista em que acusa árbitro de intervir no final do placar do jogo Palmeiras X Corinthias [Portal VozdoCLIENTE]

Tite será julgado por entrevista em que acusa árbitro de intervir no final do placar do jogo Palmeiras X Corinthias STJD





A Quarta Comissão Disciplinar julgará as infrações ocorridas no confronto entre Palmeiras e Corinthians, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Mandante, o Palmeiras pode ser multado pelo arremesso de um copo de água, pela ação de um segurança e pelo drone que sobrevoou o estádio com a bandeira da torcida adversária. Também responsabilizado pelo equipamento, o Corinthians pode ser punido pela ação de sua torcida. No mesmo processo, o técnico Tite será julgado por desrespeitar a equipe de arbitragem em entrevista concedida após o jogo. O julgamento está marcado para a próxima sexta, dia 24 de junho, a partir das 10h.

Entenda o caso:

Na súmula, o árbitro Raphael Claus informou o arremesso de um copo de água no campo de jogo aos 2 minutos do segundo tempo, na comemoração de um gol da equipe do Palmeiras. Além do lançamento do objeto, o quarto árbitro fez constar que foi impedido pelo segurança do Palmeiras, Paulo Dorfman, de adentrar no vestiário para requisitar o retorno do time para o reinício do jogo.

Após a partida, em entrevista concedida, o técnico Tite manifestou contra a atuação da arbitragem.

“Lastimo quando a arbitragem tem influência decisiva no placar. Não gostaria que acontecesse isso. Eu vi o lance antes de vir aqui. Há a disputa do Prass com o zagueiro (Thiago Martins), a bola cai, rebate e fazemos o gol. Determinante não foi. Seria se tivéssemos feito os gols, saído na frente, mas há um fato determinante no resultado”, disse Tite, que acrescentou.

“Não queria falar do Claus, de nenhum árbitro, mas alto nível não pode. Vocês são exigidos em alto nível nas empresas de vocês. Eu sou exigido em alto nível. É muito elementar esse erro, é muito claro, não pode ter tamanho erro um árbitro dessa grandeza e ser decisivo no placar”.

“No início do jogo teve um lance do Giovanni, que não fazia sentido ele fazer falta, ele abriu o braço para se proteger, não par fazer a falta e tomou cartão. Na sequencia, o Felipe tem contato físico normal com o Gabriel Jesus e leva falta. Depois deu um cartão para o Jean que não foi. Ele (árbitro) estava atrapalhado hoje, e esse atrapalhar tirou um gol legítimo do Corinthians hoje”, concluiu.

Foi noticiado ainda, que um drone, com a bandeira de uma torcida organizada, Camisa 12 do Corinthians, sobrevoou o estádio durante a partida.

Artigos denunciados:

Pelo arremesso do copo no campo e pela atitude do segurança ao impedir o acesso do quarto árbitro da partida no vestiário da equipe o Palmeiras foi denunciado no artigo 213, inciso III do CBJD e no artigo 191, inciso I do CBJD. Cada artigo prevê multa entre R$ 100 e R$ 100 mil.

O segurança do Palmeiras, Paulo Dorfman, foi denunciado no artigo 191, inciso I parágrafo 2º do CBJD, por deixar de cumprir ou dificultar o cumprimento de obrigação legal. A pena é de multa que também pode variar entre R$ 100 e R$ 100 mil.

Já o técnico Tite responderá por desrespeitar a equipe de arbitragem conforme previsto no artigo 258, inciso II do CBJD. A pena é de suspensão entre uma e seis partidas.

Palmeiras e Corinthians ainda responderão pelo drone que sobrevoou o estádio.  Palmeiras por ser mandante da partida e Corinthians, responsável pela torcida organizada, foram enquadrados no artigo 213, inciso I do CBJD, parágrafo 2º. Por não prevenirem e reprimirem a desordem, ambos os clubes podem ser multados entre R$ 100 e R$ 100 mil.



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Anúncios [1057 - desktop]