Polícia Federal apoiará investigações de estupro de adolescente no Rio. Presidente Michel Temer publicou nota de repúdio [Portal VozdoCLIENTE]

Polícia Federal apoiará investigações de estupro de adolescente no Rio. Presidente Michel Temer publicou nota de repúdio Portal VozdoCLIENTE


Será anunciado um novo departamento dentro da Polícia Federal para tratar da violência contra a mulher. "Vamos trabalhar no lançamento de um programa que combate a violência doméstica, homicídios e estupros. Vamos consolidar um plano nacional sob a coordenação da PF e da Secretaria Nacional



Durante encontro na tarde desta sexta-feira (27) com o Secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, ofereceu apoio da Polícia Federal para solucionar o caso de estupro que ocorreu na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Hoje, mais cedo, o presidente interino Michel Temer publicou nota de repúdio ao crime.

"A pedido de (Michel) Temer, nos colocamos à disposição para prestar apoio. A PF está à disposição para apurar, além da Polícia Civil de São Paulo", disse o ministro.  

A reunião foi marcada depois que uma jovem de 17 anos foi estuprada na semana passada por mais de 30 homens na Zona Oeste do estado. O grupo filmou o abuso e divulgou as cenas em rede sociais que mostram a moça desacordada, nua e com sinais de violência. A postagem foi seguida de diversos comentários machistas, o que gerou reações de repúdio ao crime. O caso foi denunciado à Polícia Civil, que investiga os estupradores.  

Beltrame, por sua vez, afirmou que "até agora ninguém foi preso porque faltaram detalhes jurídicos". Ele lembrou que o estado prestou assistência à vítima, mas, segundo ele, ela ainda não manifestou se vai optar pela proteção.

Programa de combate à violência contra a mulher

Segundo Morais, na terça-feira (31) será anunciado um novo departamento dentro da Polícia Federal para tratar da violência contra a mulher. "Vamos trabalhar no lançamento de um programa que combate a violência doméstica, homicídios e estupros. Vamos consolidar um plano nacional sob a coordenação da PF e da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça", destacou Moraes.

Na mesma data haverá reunião com os secretários de segurança pública de todo País para discutir medidas efetivas para combater a violência contra a mulher. 



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias