Natação brasileira vai à Rio 2016 com delegação recorde [Portal VozdoCLIENTE]

Natação brasileira vai à Rio 2016 com delegação recorde Link Externo





Portal Brasil diz:

A natação brasileira sofreu um baque com a não classificação de Cesar Cielo para os Jogos Olímpicos Rio 2016, nesta quarta-feira (20), no Estádio Olímpico de Esportes Aquáticos, no Rio de Janeiro. Mas a tristeza pela ausência do único campeão olímpico do País na modalidade contrastou com um feito histórico confirmado pelos outros nadadores que disputaram o Troféu Maria Lenk. Em agosto, quando as provas começarem, o Brasil será representado pela maior delegação da história da natação do país, formada até agora por 29 atletas.

“É um número interessante para Jogos que são realizados no Brasil. Você vai deixando o legado de uma nova geração e isso ajuda para o futuro. Tínhamos calculado 32, contando revezamentos, reservas e tudo o mais. Vamos ver os revezamentos que ainda faltam ser classificados e devemos chegar nesse número”, projetou Ricardo de Moura, superintendente executivo da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

O dirigente da CBDA valorizou a presença de jovens nadadores brasileiros na lista, que tiveram um desempenho importante na disputa e na conquista de vagas para o Rio 2016. “Nova geração é aquela que vem com resultado. Esses atletas todos obtiveram grandes resultados no Mundial Júnior, que é uma referência. Eles impuseram sua personalidade, uma postura muito interessante, e vieram para disputar vagas mesmo. Isso é fenomenal”, elogiou Moura.

Centésimos de alegria

O último dia do Troféu Maria Lenk confirmou seis novos nomes para a delegação e viu dois atletas conquistarem a vaga em outras provas. Aos 19 anos, Brandonn Almeida fará sua estreia nos Jogos Olímpicos tanto nos 400m medley quanto nos 1.500m livre. A última vaga do jovem nadador veio no apagar das luzes, na penúltima prova do campeonato, de forma dramática.

Brandonn precisava completar os 1.500m abaixo de 15min14s77, no máximo em segundo lugar, para confirmar sua vaga na prova. Ele bateu a mão na parede em exatos 15min14s58, na segunda posição. Uma folga de apenas 19 centésimos para o índice, mas com um valor imensurável para o nadador. “Fico muito feliz por ter feito dois índices para as Olimpíadas. Todo dia me imagino com a arquibancada lotada aqui. O coração até bate um pouquinho mais forte. Agora é tentar melhorar esse tempo até lá”, declarou.

Na mesma prova, Miguel Valente surpreendeu e, com o melhor tempo da carreira, também se classificou para o Rio 2016. O mineiro de 23 anos completou o percurso em 15min14s40, melhorando e muito sua antiga marca de 15min16s07, superando o próprio Brandonn e assegurando a classificação para os Jogos.

“Não caiu a ficha ainda”, admitiu Miguel, logo após a prova, com as pernas ainda bambas e muito cansado. “Só de ter essa galera gritando já deu uma emoção. Quero ver quando estiver tudo lotado, o pessoal gritando pelo Brasil. Agora é representar todo mundo mesmo.”



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Anúncios [1241 - desktop]