Escavadeira hidráulica roubada em Mariana é achada no Rio [Portal VozdoCLIENTE]

Escavadeira hidráulica roubada em Mariana é achada no Rio Otempo





Mais uma das quatro máquinas furtadas em janeiro deste ano em Paracatu, distrito de Mariana, na região Central do Estado, foi recuperada nesta terça (15). A escavadeira hidráulica modelo JS200, da marca JCB, foi encontrada nesta manhã no município de Saquarema, no Estado do Rio de Janeiro. A localização do equipamento só foi possível após uma operação conjunta entre a Polícia Civil de Minas Gerais e a Polícia Militar do Rio. As máquinas eram utilizadas para ajudar na limpeza do distrito após o rompimento da barragem de Fundão, em 5 de novembro do ano passado. Essa é a segunda máquina recuperada pela polícia. A primeira foi localizada no dia 15 de janeiro. A retroescavadeira, também da marca JCB, foi devolvida à empresa no mesmo dia. Agora, a polícia procura pelas outras duas que foram levadas e pelos criminosos.

Entenda

As quatro máquinas foram frutadas em Mariana no dia 11 de janeiro deste ano por dois homens que conseguiram dar um golpe na prefeitura da cidade e em cinco empresas do município da região Central de Minas.

Os criminosos procuraram as vítimas e alegaram que queriam ajudar nos trabalhos de limpeza do município afetado pelo rompimento da barragem de rejeitos de Fundão, no dia 5 de novembro do ano passado, mas fugiram deixando um prejuízo de mais de R$ 2 milhões na região.

A  dupla procurou o secretário de transportes da cidade no início de dezembro. Os suspeitos alegaram ser profissionais da Construtora e Transportadora HCS Ltda, com sede no Rio de Janeiro. Após um tempo de conversa, os criminosos e a prefeitura firmaram um acordo.

Durante este processo, os criminosos também procuraram a empresa Lafaete Locações, em Belo Horizonte, e alugaram onze veículos, entre caminhões, retroescavadeira, e escavadeiras hidráulicas.

No início de janeiro deste ano, os suspeitos começaram a atuar no trabalho de limpeza de Mariana. Depois de sete dias, eles sumiram, levando uma retroescavadeira e três escavadeiras hidráulicas.

Três caminhões foram deixados no pátio da prefeitura, uma máquina foi deixada em um posto de gasolina e outras três ficaram na estrada da cidade.

Outros golpes

Na fuga, os suspeitos pararam para abastecer e acabaram roubando o posto de gasolina também.

Durante as investigações, a prefeitura descobriu que, os bandidos deram mais um golpe em um empresário da cidade que aluga carros. Os suspeitos chegaram na cidade, contaram para o comerciante a mesma história e alugaram duas caminhonetes.

Como os veículos eram rastreados, no momento da fuga, os bandidos não os levaram. Porém, eles disseram ao comerciante que queriam comparar a sua Ford Ranger, orçada em R$ 90 mil, que era de uso pessoal e não tinha rastreador.

O empresário concordou, mas os suspeitos disseram que precisavam levar o veículo para o Estado do Rio de Janeiro para uma vistoria e, em seguida, fariam o pagamento. A vítima concordou e não viu mais os suspeitos.

As investigações apontaram também que, durante o tempo em que estavam na cidade, os bandidos permaneceram seis dias no Hotel e Pousada Arcádia Mineira. No local, os suspeitos usaram todos os alimentos do frigobar, que são repostos todos os dias, e fugiram sem pagar o valor da hospedagem. No local, o prejuízo foi de R$ 1.700.

Na época, o empresário Lucas Moreira, dono da lavanderia Prima Clin, instalada em Mariana, informou que o prejuízo foi de R$ 70. "Quando o serviço é feito para funcionários de uma empresa, não chegamos a pedir adiantamento. Deixamos para que eles façam o pagamento sempre na entrega. Mas deixamos a roupa no Hotel e eles não pagaram", lembrou.



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias