Militares das Forças Armadas já estão nas ruas auxiliando no combate ao aedes aegypti [Portal VozdoCLIENTE]

Militares das Forças Armadas já estão nas ruas auxiliando no combate ao aedes aegypti Prefeitura BH/MG





Quatrocentos homens do Exército e Aeronáutica já estão desde o último dia 15 nas ruas de Belo Horizonte para ajudar a cidade no combate ao mosquito aedes aegypti. Ao todo, os militares percorrerão ruas de 13 bairros da Capital atingindo um total de cerca de 10 mil domicílios. Segundo o chefe da Seção de Comunicação Social da 4ª Região Militar de Minas, tenente-coronel Rolszt esta é a terceira etapa de uma ação deflagrada no início do mês de fevereiro e que prevê a atuação dos militares no controle e combate ao mosquito, em todo o país. 

A primeira etapa da atividade foi uma conscientização sobre o tema dentro dos batalhões, com limpeza das instalações e envolvimento apenas os militares. A segunda, realizada no último dia 13, consistiu na distribuição de material informativo com orientações sobre o combate periódico ao mosquito aedes em locais de grande aglomeração de pessoas, como praças e estações do metrô. “Nesta terceira etapa estamos realizando o combate casa-a-casa, com equipes multidisciplinares de agentes de endemia e militares, buscando os focos do mosquito no maior número de casas possível”, explicou o tenente-coronel. 

Ontem, parte deste grupo de militares esteve no Centro de Referência da Pessoa Idosa, no bairro Caiçara, de onde partiram para mais um dia de abordagens nas residências na região. Segundo Karla Cristiane, coordenadora de Zoonoses do Centro de Saúde Jardim Montanhês, para esta parceria com o Exército foi feito um recorte para a visita de 2.050 imóveis. “Os domicílios foram escolhidos em função da proximidade de locais com grande incidência de casos já notificados de dengue”, destacou a coordenadora. 

As visitas dos militares aos domicílios prosseguem até esta quinta-feira. Na sexta-feira, já tem início a quarta etapa dos trabalhos que prevê a realização de palestras nas escolas públicas. Segundo o tenente-coronel Rolszt, o balanço das ações têm sido muito positivo e a população tem recebido bem a presença das Forças Armadas. “Estamos tendo uma receptividade muito boa. A maioria das residências está aberta e não temos tido ocorrências de recusa para entrada nos imóveis”, destacou tenente-coronel.

Parceiros na Noroeste 

A parceria do Exército com a Secretaria Regional Noroeste no combate ao mosquito aedes aegypti iniciou no último sábado dia 13. Na ocasião, os militares, em parceria com a Associação dos Reservistas do Brasil - AREB e a Regional realizaram no Centro de Vivência Agroecológica - CEVAE Coqueiros uma atividade de conscientização com distribuição de material informativo com orientações de combate ao Aedes Aegypti. Durante o evento, os participantes puderam conferir um desfile e uma exposição de viaturas militares.

A atividade teve a participação da comunidade do entorno e das crianças e adolescentes que integram o Grupo Escoteiros Sérgio Vieira de Melo, que desenvolve atividades no CEVAE. “A presença da comunidade neste evento é de extrema importância, afinal, o combate a dengue e a outras doenças que o mosquito causa é dever de todo cidadão”, declarou Aurea.

A participação da comunidade local também chamou a atenção do presidente da AREB, Carlos Pina, que ressaltou a vocação voluntária da entidade. “A AREB tem este viés social e foi uma honra atender ao chamado das Forças Armadas para esta ação de conscientização da população, neste tema que é tão urgente para todo o país”, declarou o presidente.

A Associação dos Reservistas do Brasil - AREB é uma entidade sem fins lucrativos, composta de militares da reserva das forças armadas: Marinha, Exército e Aeronáutica. Atualmente ela conta com 400 associados que desenvolvem de forma voluntária, atividades de cunho social. 



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias