Atentado suicida em Istambul faz dez mortos, a maioria turistas alemães.
Atentado suicida em Istambul faz dez mortos, a maioria turistas alemães.
pos: 68 Atentado suicida em Istambul faz dez mortos, a maioria turistas alemães. [Portal VozdoCLIENTE]

Atentado suicida em Istambul faz dez mortos, a maioria turistas alemães. Link Externo




Do Jornal PubliPT:

A explosão provocada por um suicida numa praça central de Istambul, esta terça-feira, causou dez mortos e 15 feridos, dois deles em estado grave. O Governo turco diz já ter identificado o autor dos atentados: um homem de nacionalidade síria nascido em 1988. O seu nome não foi ainda divulgado. 

A explosão ocorreu perto da mesquita do Sultão Ahmed, mais conhecida por Mesquita Azul, no bairro histórico de Sultanahmet – uma das principais zonas turísticas em Istambul. O Governo admite que a maior parte das vítimas são turistas alemães.

Apesar de ainda não existir uma contagem oficial, os jornais turcos avançam que o primeiro-ministro Ahmet Davutoglu telefonou já à chanceler alemã Angela Merkel informando-a que nove dos mortos são alemães.Há pelo menos um norueguês ferido. 

Uma das testemunhas, Murat Manaz, contou à BBC os primeiros momentos depois da explosão: "Eu vi o que aconteceu e voltei para o hotel. Foi o caos. Toda a gente começou a correr em todas as direcções."

Em imagens partilhadas nas redes sociais é possível ver vítimas no chão a serem assistidas por equipes médicas. Agentes da polícia e outras testemunhas dizem que há vários corpos e pedaços de corpos espalhados pela praça.

"Tudo estremeceu. Saímos para ver o que aconteceu e vimos pedaços de corpos", disse à Reuters uma mulher que trabalha numa loja de antiguidades que fica nas proximidades da praça.

As autoridades ainda estão tentando determinar que tipo de equipamento/composto provocou a explosão e quem são os responsáveis, de acordo com um comunicado do gabinete do governador de Istambul. 

A violência entre as forças do Governo da Turquia e os militantes curdos do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) aumentou nos últimos meses, principalmente na zona Sudeste do país, junto à fronteira com a Síria e com o Iraque – Istambul localiza-se no Noroeste, junto à fronteira com a Bulgária e a Grécia.

A Turquia tem também sido alvo de ataques cuja responsabilidade é atribuída pelas autoridades locais ao grupo jihadista Estado Islâmico. Em Outubro do ano passado, um duplo atentado suicida em Ancara fez 102 mortos e mais de 400 feridos; quatro meses antes, em Julho, um atentado suicida em Suruc, junto à fronteira com a Síria, fez 33 mortos e 104 feridos.

Várias pessoas estão a compartilhar na rede social do Twitter o que dizem ser um documento oficial do Governo do país a instigar os meios de comunicação a não noticiarem a explosão, como tem sido prática no país no último ano de atentados. 

Uma foto foi publicada, possivelmente tirada por um turista no momento exato da explosão:

 

E outra foto da Reuters mostra corpos espalhados:

Um vídeo (áudio em língua local) mostra população desorientada após o atentado:



Local da explosão na capital



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias