Incêndio em hospital deixa 25 mortos na Arábia Saudita
Incêndio em hospital deixa 25 mortos na Arábia Saudita
pos: 3 Incêndio em hospital deixa 25 mortos na Arábia Saudita [Portal VozdoCLIENTE]

Incêndio em hospital deixa 25 mortos na Arábia Saudita Portal UOL





Riad, Arábia Saudita, 24 dez 2015 (AFP) - Pelo menos 25 pessoas morreram e 123 ficaram feridas na madrugada desta quinta-feira em um incêndio em um hospital na costa sul da Arábia Saudita.

O incêndio teve início em uma unidade de terapia intensiva da maternidade do hospital geral de Jizan, segundo o Serviço de Proteção Civil.

"O incêndio no hospital de Jizan foi extinto e as causas estão sendo investigadas", anunciou no Twitter o organismo oficial, que mobilizou 21 equipes de emergência.

A rápida intervenção dos socorristas permitiu a retirada das crianças e dos pacientes da UTI, sem o registro de vítimas entre estas pessoas, informou o ministro da Saúde, Khaled al-Faleh, em um comunicado.

"Infelizmente, a fumaça densa provocada pelo incêndio se propagou aos andares superiores do hospital, deixando 25 mortos e 123 feridos", completou o ministro.

Mais cedo, o porta-voz da Defesa civil, Yahia al-Qahtani, citado pela agência oficial SPA, havia anunciado um balanço de 25 mortos e 107 feridos. Ele disse que as autoridades receberam o alerta às 2H00 (21H00 de Brasília, quarta-feira).

Em agosto, 10 pessoas morreram e 259 ficaram feridas no incêndio de um conjunto residencial alugado pela petroleira estatal Saudi Aramco, na região leste do país.

O acidente foi provocado por um curto-circuito em um estacionamento subterrâneo, que abrigava 130 carros, de acordo com a investigação oficial. 

O incêndio desta quinta-feira gerou uma avalanche de críticas no Twitter sobre as condições de segurança na província de Jizan, e em particular em seus hospitais.

"Sejamos francos. Jizan foi esquecida pelo Estado há décadas", escreveu um internauta identificado como Ahmed.

Outras mensagens exigiam a renúncia do ministro da Saúde, Khaled al-Faleh.

A população desta região próxima da fronteira com o Iêmen também enfrenta lançamentos esporádicos de mísseis procedentes deste país, onde uma coalizão liderada por Riad luta desde março contra uma rebelião de xiitas huthis.
 



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Vídeos do Portal

Promoções







Mais ofertas!