Jô, André e Conceição não jogam mais pelo Atlético
Jô, André e Conceição não jogam mais pelo Atlético
pos: 22 Jô, André e Conceição não jogam mais pelo Atlético [Portal VozdoCLIENTE]

Jô, André e Conceição não jogam mais pelo Atlético


Jô retornou aos treinamentos na semana passada, mas atos de indisciplina acabaram pesando em decisão da diretoria



“Fomos jogar em Curitiba no domingo. Dentro do nosso planejamento, jantaríamos no restaurante do Levir Culpi, em Curitiba. Saímos por volta de 1h30 e voltamos ao hotel. Três atletas cometeram indisciplina grave no hotel. Num contato com o presidente (Alexandre Kalil) e reunião com Levir, definimos que esses três jogadores, o Jô, o André e o Emerson Conceição, não fazem mais parte do elenco do Atlético”, anunciou o diretor de futebol, Eduardo Maluf, na tarde desta segunda-feira, na Cidade do Galo.

Segundo o dirigente alvinegro, os três jogadores não participam mais dos confrontos que o time ainda fará no ano. “São atletas que têm contrato. O jurídico vai decidir o que faremos a seguir. Vamos ver quais as obrigações que temos e as que eles tem. Mas não fazem mais parte do elenco neste ano”, disse Maluf.

Ainda não se sabe se eles terão os contratos rescindidos ou se passarão um tempo treinando à parte. “Na hora que o jurídico der uma definição e, o fará rapidamente, virei para falar com vocês (jornalistas)”, completou o diretor.

O diretor de futebol do Galo acredita que esta notícia não influenciará no ambiente do elenco, às vésperas do jogo decisivo contra o Flamengo, que vale vaga na final da Copa do Brasil

“Poderíamos deixar para divulgar depois dos jogos, mas não abrimos mão da parte disciplinar. Temos que dar um exemplo importante para os outros 27 jogadores que fazem parte do elenco”, salientou.

O vínculo dos três se encerraria em 2016: o de André no dia 30 de junho, o de Jô, em 23 de maio, e o de Emerson Conceição em 31 de março de 2016.

Fim de uma era.  Dos jogadores, o histórico que mais surpreende é o do atacante Jô. Em dois anos, o jogador foi do céu ao inferno. Campeão da Libertadores e convocado para uma Copa do Mundo, o centroavante viu seu rendimento dentro de campo cair de uma maneira inacreditável para um jogador de futebol e deixa o Atlético na mesma situação que saiu do Internacional, seu clube no retorno ao Brasil, pela porta dos fundos.

Envolvido em inúmeras polêmicas extracampo como festas, ausências em treinamento (dois sumiços na temporada) e um jejum de gols que perdura por 23 jogos, Jô tinha retomado as atividades físicas há uma semana e meia com a promessa de foco, de cabeça no lugar e que os erros do passado haviam ficado literalmente no passado. Mas não foi bem o que aconteceu.  

“Num passado recente, olhamos para o Jô e o perdoamos. Fomos mais humanos que dirigentes. Amigos pediram por ele e atendemos”, afirmou Maluf, que lamentou o novo episódio negativo do centroavante da camisa 7.

Durante a temporada, André e Jô foram vistos várias vezes nas baladas neste segundo semestre, e tiveram mau desempenho pelo Atlético. Já Conceição sempre foi criticado pela torcida pelas péssimas atuações pelo Galo.

Decepção total. André chegou ao Atlético em  2011 com expectativas altas. Após grandes atuações com a camisa do Santos, onde fez parte de um elenco que contava com Robinho e Neymar, o jogador acabou esquecido no futebol europeu. No Atlético, ele oscilou. Viveu bons momentos, mas acumulou mais decepções que rendimento em campo. Chegou a ser emprestado para o Santos, e retornou nesta temporada novamente apresentando um futebol apático e sem o mesmo brilho dos áureos tempos de Vila Belmiro. 

Estatísticas 

Jô deixa o Atlético após 118 jogos, 37 gols, 60 vitórias, 33 empates e 25 derrotas. André realizou 79 partidas, com 45 vitórias, 12 empates e 22 derrotas. Ele marcou 31 gols. Já Emerson Conceição disputou 29 jogos pelo Atlético. Foram 14 vitórias, cinco empates, seis derrotas e nenhum gol marcado.  



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias