Após punir América-MG em 18 dias, STJD arrasta caso de corintiano Petros [Portal VozdoCLIENTE]

Após punir América-MG em 18 dias, STJD arrasta caso de corintiano Petros Portal UOL


O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) demorou 18 dias entre a denúncia do Joinville contra o América-MG por uso de jogador irregular e a punição com perda de 21 pontos.



O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) demorou 18 dias entre a denúncia do Joinville contra o América-MG por uso de jogador irregular e a punição com perda de 21 pontos. O jornal “Lance!'' mostrou há 18 dias uma possível irregularidade na inscrição do corintiano Petros e até agora o tribunal sequer concluiu o inquérito sobre o caso. Esse episódio poderia levar a perda de pontos do Corinthians, embora seja muito difícil que isso aconteça pelo ambiente do tribunal.

A polêmica teve início porque o contrato de renovação de Petros é datado do dia 2 de agosto. Mas ele apareceu no BID da CBF no dia anterior, no dia 1, quando é registrada sua rescisão com o Vitória. A questão a ser respondida é se haveria irregularidade no contrato registrado, o que deixaria o jogador sem condições de jogo e o clube sujeito à punição.

A investigação começou com um pedido da procuradoria do STJD. Foi encarregado do caso o auditor da corte Gabriel Garciliano Jr. Ao blog, ele afirmou que a expectativa é de concluir essa apuração no final da próxima semana, quando decidirá se houve algum problema ou se haverá arquivamento.

“Já requisitamos alguns documentos para a CBF que mandou alguma coisa'', afirmou Garciliano Jr, que explicou já ter feito novo despacho com pedido de uma série de informações. Por enquanto, ele não tem um quadro claro do que vai acontecer. “Tem a questão do BID. O tribunal entende se não está no BID não existe. Mas não posso avançar muito porque tenho que analisar.''

Garciliano Jr lista as informações pedidas à confederação: 1) É possível fazer a rescisão sem a assinatura do clube cedente? 2 ) O regulamento da CBF permite o registro de contratos ainda não vigentes? 3) Quando houve a rescisão com o clube anterior?

Esses dados têm que ser fornecidos pela CBF em 48 horas. Garciliano terá mais cinco dias para tomar sua decisão, ou seja, a apuração dura pelo menos até o final da próxima semana. O auditor considera o tempo de andamento “normal'', e não entende que houve lentidão no processo.

Até agora a confederação não mostrou nenhuma disposição de atuar ao contrário do que ocorreu em casos como Portuguesa (Heverton) e André Santos (Flamengo) quando fez as denúncias. “Isso não está com o departamento. É com o registro'', afirmou o diretor de competições da CBF, Virgílio Elíseo. Foi seu departamento que denunciou os dois clubes no ano passado.

Em conversas com auditores do STJD, o blog constatou que a presença de Petros no BID tem boas possibilidades de livrar o Corinthians de punição. Fora casos excepcionais, o tribunal não tem punido quem aparece no boletim. Enquanto isso, o América-MG já está na fase de recurso para tentar recuperar seus 21 pontos perdidos.



Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Anúncios [1207 - desktop]