Gremista deve ser intimada para depor sobre racismo nesta semana. [Portal VozdoCLIENTE]

Gremista deve ser intimada para depor sobre racismo nesta semana. Otempo


Patrícia utiliza um "macaco" para ironizar colorados; em Porto Alegre, cena comum entre os gremistas



A torcedora gremista Patrícia Moreira, identificada como autora de xingamentos racistas contra o goleiro Aranha, do Santos, na partida entre os dois times na quinta-feira (28), em Porto Alegre, deverá ser intimada para prestar depoimento nesta semana, segundo o agente da Polícia Civil Lindomar Souza.

Souza é chefe de investigação do 4º Distrito Policial da capital gaúcha, onde o inquérito sobre o caso foi aberto após pedido do promotor José Seabra Mendes Júnior, da Promotoria do Torcedor.

Segundo o investigador, a torcedora ainda não foi intimada nem há data prevista para o depoimento.

'Estamos aguardando o retorno do expediente normal para ela ser intimada durante a semana. Não será na segunda-feira. Se ela se apresentar [na segunda], ela vai ser intimada para comparecer em uma outra data', afirmou Souza.

Segundo sites da imprensa local, Patrícia não foi mais vista em sua casa desde sexta-feira (29). De acordo com o chefe de investigação, contudo, Patrícia ainda não foi procurada pela polícia em sua residência, nem é considerada foragida.

'Não procuramos ela. Ela não é foragida, não tem prisão preventiva', diz. 'No meu entender, ela vai se apresentar [espontaneamente] até para se explicar', diz Souza.

Ele afirma ainda não ter confirmação sobre a suspeita de a torcedora ter 'fugido' de casa junto com a família. 'Ela deve ter tido orientação de advogado para se resguardar', diz.

Além de Patrícia, a polícia tem a identificação de um segundo torcedor que teria cometido injúria racial, mas seu nome não foi divulgado. As informações sobre os torcedores, como nome e endereço, foram entregues à polícia pelo Grêmio.
<
br> Segundo o vice-presidente do clube, Nestor Hein, os dois sócios foram expulsos. O Grêmio identificou outros três torcedores como autores dos xingamentos de 'macaco' contra o goleiro do Santos. Os cinco torcedores ficarão impedidos de entrar no estádio do time por tempo indeterminado.

O CASO

A repercussão sobre o caso de racismo contra Aranha começou após a divulgação de imagens cedidas pela ESPN Brasil, que transmitia a partida entre Grêmio e Santos.

No vídeo, a torcedora gremista Patrícia Moreira aparece chamando o jogador de 'macaco' durante o jogo. Ela foi afastada de seu trabalho de auxiliar de saúde bucal, na Brigada Militar, na sexta-feira (29).

À polícia Aranha relatou ao menos quatro pessoas envolvidas nos xingamentos. Com base em seu depoimento, o Ministério Público abrirá um processo por injúria racial contra os participantes.

Veja a reportagem na fonte.



Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias


Vídeos do Portal

Promoções







Mais ofertas!